5 truques de maquiagem para pele oleosa

Listamos dicas para fazer com que o make dure mais tempo

Por Redação – Bolsa de Mulher – www.bolsademulher.com.br

Quem tem pele oleosa sofre para fazer com que a maquiagem dure mais tempo no rosto. Afinal, é comum o make sumir com facilidade nesse tipo de pele, ao contrário das mulheres que possuem a derme mais seca. Contudo, alguns truques podem ajudar a se manter bonita sem precisar correr até o espelho de tempos em tempos.

Para ajudar, listamos as cinco dicas preciosas e bem práticas que podem colocar um fim no problema de uma vez por todas.

Prepare bem a pele – Pessoas com pele oleosa devem sempre usar hidratantes e tônicos com efeito matte (anti-brilho). Segundo a dermatologista Dra. Christiana Blattner, “esses produtos possuem substâncias que absorvem a oleosidade excessiva” e podem ajudar. Antes de iniciar a aplicação dos produtos, procure também lavar o rosto com um sabonete próprio para esse tipo de pele.

Maquiagem certa – É essencial que os produtos usados sejam especiais para pele oleosa ou mista. Existem vários tipos no mercado e eles costumam ser livres de óleo, evitando assim o aumento do brilho e permitindo que a maquiagem fique intacta por mais tempo.

Pó é o grande aliado – Ele dá um aspecto mais opaco à pele e é o maior parceiro nessa hora. Invista nele especialmente na chamada “zona T”, que engloba as regiões da testa e nariz, que são naturalmente mais oleosos. Tenha o pó compacto sempre à mão, deixe em um lugar fácil na bolsa para retocá-lo quando necessário.

Fuja de cremes – Dê preferência a produtos em pó ou bastão, evite os cremes. O pó ou o bastão são mais secos e ajudarão a evitar o excesso de oleosidade. Essa dica serve para qualquer produto do make.

Aplique com pincel – Evitar a esponja também é uma medida que pode ajudar. Isso porque o pincel deposita a maquiagem sem espalhar tanto a oleosidade, enquanto a esponja ou mesmo o dedo podem distribuir esse óleo natural da pele para o restante do rosto.

Depilação

Dicas para deixar virilha, barriga, pernas, axilas e rosto sempre lisinhos

Cada cera, uma função

As ceras quentes são feitas com diferentes ingredientes que se propõem a reduzir as agressões à pele. A de mel, por exemplo, é mais suave e líquida, recomendada para remoção de pelos finos. Já a de algas é espessa e grudenta, boa para retirar fios grossos. A de lama negra tem agentes minerais, que nutrem a pele, e a de chocolate branco leva óleos de amêndoa e cacau, que são hidratantes. De modo geral, a cera fria não é indicada, pois é muito mais agressiva.

Antes da depilação…

Não importa se você usará cera, lâmina ou creme depilatório, faça uma esfoliação no dia anterior. “Prefira cremes com partículas menores, que não agridem tanto o corpo”, ressalta a dermatologista Carla Albuquerque, de São Paulo. Além de eliminar as células mortas, o procedimento ajuda a abrir os poros, facilitando a saída do fio. Já espirrar água termal momentos antes da depilação diminui a irritação posterior.

…e depois

Hidrate com cremes que não contenham álcool ou ureia, prejudiciais à pele sensibilizada. Use produtos com aloe vera, camomila ou calêndula, agentes calmantes que reduzem o processo inflamatório. Espere pelo menos 20 dias para depilar com cera ou creme de novo. Com lâmina, o intervalo mínimo é de dois dias.

A melhor escolha

Para cada área que você quer ver livre de pelos, existe uma recomendação.

Rosto

Nas sobrancelhas, a depiladora Marina de Oliveira, do salão Nandi Spa&Hair, em São Paulo, aconselha a recorrer à pinça e puxar os pelos no sentido do crescimento. Como é uma área sensível, a cera pode machucar. Também não é indicada para o buço se você estiver fazendo algum tratamento com ácido ou peeling. “Nesse caso, remova os fios com linha”, diz Marina. Por ser muito delicada, a região pode manchar. Previna reforçando o protetor solar nos três dias seguintes à depilação.

Axilas

Segundo Eveline Sebba, dermatologista da rede de estética Onodera, a melhor opção é o laser, técnica que evita o escurecimento da região. A segunda opção é a cera quente – a alta temperatura ajuda na vasodilatação e facilita a retirada dos pelos, que são naturalmente mais grossos na área. “Após a depilação com cera ou lâmina, não use desodorante ou produtos com álcool por pelo menos 12 horas, pois a substância pode escurecer a pele”, afirma Marina

Barriga

“Recomendo depilar apenas a área próxima ao umbigo, que tem os pelos mais grossos e escuros. No restante, o melhor é descolorir”, diz Marina. Por abrir os poros, a cera quente é a mais indicada.

Virilha

Nessa área, a pele é bastante fina e delicada, favorecendo pelos encravados. Por isso, dispense a lâmina e opte pela cera quente. “Evite a depilação muito cavada, que remove os pelos de regiões mais íntimas, pois eles têm a função de proteger o corpo. Aí, prefira aparar”, aconselha Eveline Sebba, que também sugere aguardar cinco dias antes de se expor ao sol.

Pernas

Nelas, a pele é mais resistente e o pelo mais grosso. Então, use cera espessa – quanto mais dura for, mais vai aderir aos fios, removendo-os já na primeira aplicação. O ideal é esperar dois dias para tomar sol. No caso da lâmina, Carla Albuquerque recomenda seguir o sentido de crescimento para evitar pelos encravados. A mesma dica vale para cremes depilatórios, que provocam a queda pela quebra do fio.