Os sete “como” de Deus

“…Portanto, cada um de vocês também ame a sua mulher como a si mesmo, e a mulher trate o marido com todo o respeito.” Ef 5.22 – 33

Não há uma pessoa em Belo Horizonte, que não tenha ficada chocada com a tragédia que aconteceu em Nova Lima semana passada, quando um empresário matou sua esposa a facadas e depois se matou.
Muitas vezes olhamos para um condomínio fechado, para uma pessoa que tem uma boa condição financeira e achamos que está tudo bem, porque julgamos pelas aparências. Mas pode ser que aquela pessoa esteja vivendo uma verdadeira guerra.
O texto de Efésios 5, fala sobre a família, sobre o referencial que devemos ser e a igreja não pode se omitir e olhar segundo as aparências. Antes deve pregar a todas as pessoas independentes de sua condição social, porque o diabo não tem emoções, ele não respeita diplomas na parede. Todos carecem da salvação eterna e temos um único adversário que é satanás.
I como: “As mulheres sejam submissas ao seu marido, como ao Senhor. vs 22
A palavra submissão é muito mal traduzida no português. A submissão da mulher na Bíblia é equivalente a ser ‘sub-comandante’ na família. A palavra sub, significa: a principal pessoa na ausência do principal. As mulheres devem ser submissas ao marido como já fazem com Deus, com Jesus.
É como num avião que tem o comandante e o sub-comandante. Muitas mulheres rejeitam a palavra submissão, porque os maridos interpretam essa palavra de forma errônea.
Ao tomar decisões, o comandante (no caso o marido), pedirá opiniões ao sub-comandante ( a esposa), porque na sua ausência, a mulher deve saber tudo que está acontecendo.
A palavra submissão na Bíblia não deve remeter as mulheres uma condição de escravidão, e sim a compreensão da posição da mulher no casamento, que é de auxiliar o marido.
II como: “Porque o marido é o cabeça da mulher, como também é Cristo o cabeça da igreja…”
Vs 23
A igreja é de Cristo! Para salvar a igreja, Cristo precisa ser O Cabeça! A decisão final é do cabeça, do homem!
III como: “Como, porém a igreja está sujeita a Cristo, assim as mulheres sejam em tudo submissas ao seu marido!”
Porque muitas mulheres não prestam conta do que fazem aos seus maridos? Pela influência de satanás nas famílias. A Bíblia diz que as mulheres devem ser submissas em tudo aos seus maridos. Isso significa, prestar contas, pedir opinião, etc. Fazes essas coisas não denigrem a mulher, antes a dignifica.
IV como: “Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela.” Vs 25
Amar a esposa como Cristo amou a igreja é mais difícil que a esposa ser submissa ao seu marido. O marido deve entregar-se por sua esposa, defendê-la, e dar o melhor a ela.
O marido deve tomar iniciativa dentro do lar, conferir segurança, proteção a sua esposa. Existem fases que o marido pode ficar desempregado, ou seu salário diminuir, mas são circunstâncias passageiras que não podem se perpetuar. O marido não deve ser preguiçoso, sua obrigação é trazer provisão para o lar!
V como: “ e para apresentá-la a si mesmo como igreja gloriosa, sem mancha nem ruga ou coisa semelhante, mas santa e inculpável.” Ef 5.27
O marido deve apresentar sua esposa ao Senhor pura, deve zelar por sua vida espiritual. Existem esposas que chamam seus maridos para ir a igreja, que tomam a iniciativa do clamor, da oração pelo lar – quando essa postura deve partir do homem, do cabeça.

VI como: “Assim também os maridos devem amar a sua mulher, como ao próprio corpo!” vs 28
O mesmo homem que escuta uma mulher pedir socorro e mata sua esposa a facadas é capaz de matar a si mesmo também com facadas. O que aconteceu com esse empresário, aconteceu com Judas. Veja Mateus 27.1-6
Judas não tinha amigos, não havia ninguém que poderia ser como um ‘freio’ na vida, e nas decisões dele.
O que é isso que tem acontecido nas famílias? As pessoas estão se alimentando com toda a sorte de porcarias através da televisão, da pornografia, da internet. Muitos se isolam, e na hora da angustia, do desespero, não têm ninguém com quem contar!
A mulher deve respeitar seu marido e vice-versa. Se você está vivendo situações difíceis no seu casamento peça ajuda! Um homem que mata sua esposa a facadas, a vê pedindo socorro e faz uma atrocidade dessas – isso não é normal! Meu Deus! Senhor cuide de nós, cuide das nossas famílias!
A ganância do ser humano e todo o dinheiro que uma pessoa possa ter, jamais substituirão a paz! Jesus disse: “Deixo-vos a minha paz, a minha paz vos dou, não como o mundo a dá.”

VII como: Cada um ame a sua esposa, como a si mesmo, e a esposa respeite o marido (vs 33)
Chega um momento na vida do casal, que mais importante que as demonstrações de amor, é o respeito. Só com o respeito o casamento subsiste. O respeito nunca é demais e a base para um relacionamento feliz e próspero!

Pr. Jorge Linhares

Deixe seu comentário