Uma Vida com Propósitos – Dia 18

TENDO UMA VIDA EM COMUM

 

A vida foi feita para ser partilhada.

 

“Cada um de vocês é parte do corpo de Cristo, e vocês foram escolhidos para viver juntos em paz.” Colossenses 3:15 (CEV)

 

Deus quer que vivamos juntos. A Bíblia chama essa experiência compartilhada de comunhão. Hoje em dia, entretanto, a palavra perdeu grande parte de seu significado bíblico. “Comunhão”ou “confraternização” hoje se refere normalmente a uma conversa casual, uma atividade social, comida e diversão. A pergunta “Onde você busca comunhão [congrega]?” significa “Qual a igreja você frequenta?”. “Ficar para a comunhão [confraternização]” normalmente significa “esperar pelo lance”.

 

A real comunhão significa muito mais do que apenas aparecer nos cultos. É ter a vida em comum. Ela inclui amar altruisticamente, compartilhar com transparência, servir nas necessidades práticas, ser generoso com o sacrifício de si mesmo, consolar compassivamente e todas as outras orientações “uns aos outros” encontradas no Novo Testamento.

 

O corpo de Cristo, assim como seu próprio corpo, é na verdade um conjunto de muitas pequenas células. A vida do corpo de Cristo, tal qual o corpo, está contida no interior das células. Por essa razão, todo cristão deve estar envolvido em um pequeno grupo dentro de sua igreja.; seja um grupo de comunhão nos lares, seja uma classe de escola dominical, seja um grupo de estudo bíblico.

 

A Bíblia diz, “Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, temos comunhão uns com os outros […] se afirmamos que estamos sem pecado, enganamos a nós mesmos.”

1 João 1:7-8 (NCV)

 

O mundo pensa que a intimidade ocorre na escuridão, mas Deus diz que ocorre na luz. As trevas são usadas para esconder ferimentos, erros, medos, fracassos e falhas. Mas, na luz, nós os trazemos todos para um lugar aberto e admitimos quem realmente somos. Você foi criado para viver em comunidade.

Deixe seu comentário