A Oração

Orai sem cessar.” (1 Tessalonicenses 5.17)

Pensando sobre esse versículo bíblico, percebo quão ilimitados são os ensinamentos da Palavra do Senhor.

Orar sem cessar pode significar tantas interpretações aos nossos corações! Por exemplo, pode demonstrar a necessidade de se viver uma vida de oração, de busca pela presença do Senhor em todo o tempo, o tempo todo. Do mesmo modo, podemos pensar que essa instrução do apóstolo significa que devemos orar com insistência sobre algo de que necessitamos, batendo de forma contínua sobre a porta celestial. Além disso, esse orar de forma constante, nos faz pensar também sobre o conforto que recebemos quando estamos diante da doce e maravilhosa presença divina, que por ela só, é capaz de preencher o vazio em nossos corações.

Sendo assim, diante de tantos benefícios que nos traz a oração, então me pergunto: Por que encontramos tantas desculpas para não praticá-la? Tantas desculpas que só me fazem pensar em como entristecemos o coração do Pai!

Muitos que já são pais podem compreender melhor essa situação. Imagine o seu filho trocando o diálogo com você pelo do amigo? Difícil não é? Pois então, imagine o coração de Deus quando da mesma forma agimos com Ele? Com certeza, não há amigo mais chegado do que o Senhor, aleluia!

Quando o Senhor Jesus viveu sobre a Terra, Ele também tinha amigos, lembram-se? Maria, Lázaro e Marta, os doze apóstolos, Zaqueu, as mulheres que o serviam com os seus bens e muitos e muitos discípulos, porém com qual deles se retirava para estar a sós e passar até mesmo a noite inteira conversando, buscando conselhos, orando? Era com o Pai.

Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.” (Isaías 55.6)

Recentemente, assisti a um vídeo onde irmãos de um determinado país onde a divulgação do evangelho é proibida, receberam exemplares da Palavra de Deus e é tocante assistir a emoção desses irmãos ao poderem segurar pela primeira vez em suas mãos a Bíblia Sagrada! Eles choravam, louvavam ao Senhor, abraçavam e beijavam a palavra santa do Pai! E sabem por quê? Porque não a podem ter em suas mãos com a mesma facilidade com que ainda hoje em nosso país a podemos ter.

Somente aprendemos a valorizar algo, quando o perdemos. E como é difícil essa lição!

Então, por que perdemos tempo em não buscar ao Senhor? Ele sabe todas as coisas, sabe por que nos alerta sobre isso e por nos amar, é que nos clama para estar em todo o tempo em Sua companhia por meio da oração.

Fico a imaginar os patriarcas em sua comunhão, a igreja primitiva e muitos outros irmãos que viveram uma vida de intimidade com o Senhor. É certo que muitos amados em nossos dias também sabem o que é estar constantemente na presença do Pai e é por meio de suas dedicadas vidas que muitas vezes somos abençoados como nação e como irmãos. Glórias a Deus por eles! Mas o que nos impede de vivermos o mesmo, de somarmos ao grupo um número maior de intercessores, de abençoadores? Você e eu sabemos a resposta.

Que o Senhor nos faça lembrar sempre do seguinte versículo: “A intimidade do Senhor é para os que o temem, aos quais Ele dará a conhecer a Sua aliança.” (Salmo 25.14)

Intimidade com o Senhor, isso significa vida de oração e que nós possamos ansiar por ela, assim como os guardas anseiam pelo romper da manhã (Sl 130.6).

Deus os abençoe!

 

 :: Ana Lúcia Lemos – Colaboradora do Portal Lagoinha.com

Deixe seu comentário